COMERCIANTES VS ARTE #cadasdarainha


Contradições das cidades de hoje. É com ajuda de Bordalo que a Associação Comercial dos Concelhos de Caldas da Rainha e Óbidos procura convencer comerciantes e habitantes da Caldas a aderirem a uma campanha de limpeza de paredes e fachadas. O objectivo é tornar a cidade "mais bonita e agradável para visitar, trabalhar e viver".
VS
Os que pintam as paredes das Caldas com manifestações artísticas são exactamente aqueles que ajudam a que o comércio das Caldas não entre em falência: os estudantes da ESAD; faculdade pertencente ao IPL, que é a principal responsável pela dinamização económica da cidade.



No artigo “Notas sobre a mais velha arte do Mundo” Jorge Bacelar, professor da Universidade da Beira Interior, salienta que “desde que a humanidade descobriu a expressão gráfica, tem havido escrita nas paredes”. Na sua opinião, o graffiti contemporâneo é “muito mais do que o resultado da vontade de mutilar ou desfigurar equipamentos colectivos, podendo-se considerar antes como um modo atrevido de revelação da criatividade, mestria e arrojo do graffiter (writer)”.

 Artigo sobre a polémica da arte urbana nas Caldas da Raínha: aqui






Bordalo às voltas na tumba?