MORRO DA PROVIDÊNCIA - 115 ANOS DE LUTA #providência



"Rio is becoming a playground for the rich, and inequality breeds instability.",  
Theresa Williamson, NYT.


O morro da Providência no Rio de Janeiro está entre os espaços do Rio de Janeiro que foram classificados como património mundial pela UNESCO. É a favela mais antiga do Rio de Janeiro.

Ontem, no espaço de opinião do New York Times, Theresa Williamson da RioOnWatch fala do futuro reservado ao morro pelo projecto olímpico. (ver também post sobre as Catalytic Comunities).

A favela da Providêcia foi estabelecida por veteranos da guerra dos Canudos, aos quais tinha sido prometida terra no Rio de Janeiro pela sua participação na guerra.

Durante o século XX, a comunidade da Providência cresceu com o contributo de escravos liberados e de imigrantes europeus.

Parte da história afro-brasileira tem as suas raízes na Providência. Foi lá que os primeiros sambas comerciais foram escritos, o candoblé e a capoeira floresceram, e onde foi fundado o Quilombo Pedra do Sal.


A partir de meados de 2013, a área da Providência irá receber um investimento de mais de 60 milhões de Dolares para dinamizar a área do Porto do Rio, que inclui o alargamento de estradas, a instalação de um teleférico e uma marina de recreio.

Estes investimentos obrigam à remoção de cerca de 30% da sua população. As casas a serem destruídas já forma marcadas.

Menos de 40% da população da comunidade tem registos do seu assentamento, o que os expõe às arbitrariedades da política municipal.


Via