Carta Aberta a São Lázaro e seus múltiplos descendentes

 
Ouvi,

há uma arte chamada invisibilidade. Há outra chamada performance. 
A uma cabem as tarefas diárias e a modéstia dos vencedores. A outra é assombrada por luzes e perguntas a que não se pode deixar de responder.

Uma cidade nunca se reclama a si própria. Abandonai a ambição da permanência e da fama, tratai de agir como todos os livros importantes ensinam. Construí túneis em vez de palcos e ousai caminhar entre aqueles que ninguém vê.

As consequências de cada uma das artes são simples e imediatas.

Quem conta em voz alta os seus sonhos a estranhos arrisca a imitação, ou pior, a devoção, ou a vergonha. Quem pratica o silêncio aprende a ouvir.