Jornal Mapa: uma entrevista

Saiu para a rua no passado dia 30 de Novembro de 2012. É um jornal novo que priviligia a edição em papel, criado por um colectivo editorial que se compromete a lançar este Mapa de dois em dois meses. A sua tiragem é de 3.000 exemplares.

 

O Mapa tem como subtítulo jornal de informação crítica; segundo um dos editores do jornal este "não é um projecto destituído de ideias". Do editorial deste número zero, pode-se ler o seguinte:

"A nossa única verdade é a preferência que temos pelos gritos na rua em detrimento das palavras dos gabinetes; as rádios e os jornais locais em vez dos canais centrais da informação; as letras das músicas em vez dos pareceres dos analistas e a escrita a partir do terreno em vez de ficar só a olhar."

Deparamo-nos com um jornal com uma qualidade gráfica elaborada, um esforço notável para que a informação saia cá para fora num formato o mais limpo e legível possivel.

Mas, se por um lado a limpeza gráfica permite realmente que o Mapa seja um jornal apelativo a qualquer cidadão com hábito ou vontade de estar informado, esse mesmo "profissionalismo gráfico" ofusca problemas que irão certamente desaparecer com o amadurecer do projecto.

Algumas falhas na revisão de texto, omissões das fontes e a opção de um jornalismo anónimo com uso de pseudónimos galhofeiros, são elementos que tendem a enfraquecer uma edição desta envergadura; tendem sobretudo a descredibilizar alguns dos temas que são abordados neste primeiro número.

Não deixamos, no entanto, de elogiar e apoiar este projecto que, de uma forma bastante ambiciosa, conseguiu pôr nas ruas uma publicação totalmente criada por um grupo informal e não profissionalizado na área do jornalismo.

O tema central abordado neste número foi "territórios em transformação". Os projectos de construção de resorts turísticos na costa alentejana, as mudanças abruptas que a cidade do Porto está a sofrer, a militarização dos bairros que circundam Lisboa, são algumas das matérias com que nos deparamos na leitura deste Mapa.

Segundo o que nos foi dito na entrevista que fizemos a um dos editores, este primeiro número é experimental. Pretende-se avaliar o trabalho editorial e perceber qual é a reacção dos leitores. E também expandir o grupo editorial. 
Se quiseres participar nesta publicação, basta enviares a tua proposta para jornalmapa.geral@yahoo.com; para receber ou distribuir o jornal, é escrever para jornalmapa.distri@yahoo.com 

Podes ouvir a entrevista completa aqui:



playlist:

New Noise - Refused
Sam the Kid - Fogo sem chama
Canzone Anarchica - Inno individualista
Harry Partch - And on the Seventh Day, Petals Fell in Petaluma [Excerpt]
Artur Gonçalves - A Bronca de Moscavide