Festival Rescaldo: Black Bombaim

No sábado, 16 de Fevereiro, a Stress.fm foi assistir à última noite da edição de 2013 do festival Rescaldo.

Luis Lopes ofereceu-nos um solo de guitarra noise, com amps em stereo a disparar blocos de som capazes de pôr os ossos a tremer. Valeu a pena, quer pela experiência sonora, quer pela performance do músico. Em breve vamos ter um vídeo completo deste Luis Lopes Noise Solo a rodar aqui na Stress.fm.

E estaríamos de barriga cheia e prontos para saltar dali para fora, não fossem os Black Bombaim a chegar logo de seguida com um som poderoso, dispostos a incendiar a Trem Azul com rajadas de rock.


Black Bombaim, na Trem Azul

Aproveitámos para falar com o Tojó Rodrigues, baixista dos Black Bombaim, sobre o percurso deles ao longo destes anos, sobre o último álbum, as tours, pirataria, planos para o futuro ("tour, novo disco, tour, novo disco, tour,…"), etc.

Os Black Bombaim são um trio composto pelo Ricardo Miranda (guitarra), Paulo Gonçalves (bateria) & Tojó Rodrigues (baixo). Não vale a pena estarmos com grandes apresentações: eles têm sido louvados, aplaudidos e até bajulados; e, se por um lado, têm aparecido elogios bem merecidos, por outro tem-se vindo a cair na crítica musical provinciana que não hesita em dizer que este é o melhor vinho cá da terra... 
 
O que temos a dizer é o seguinte: estes gajos curtem o que fazem; vale mesmo a pena vê-los em concerto e ouvir os discos que eles deitam cá para fora. E esperemos que mantenham a humildade que nos revelaram no concerto e na entrevista que deram à Stress.fm.

Nesta última noite do Rescaldo, o Rodrigo Amado (Saxo Tenor) foi convidado a subir ao palco para interpretar com os Black Bombaim a música "Marraquexe", que foi gravada à distancia e editada no disco de comemoração dos 10 anos da Bodyspace. Foi a primeira vez que tocaram esta malha ao vivo. Podes ouvi-la aqui, juntamente com a entrevista ao Tojó:
  

links relacionados: