LAC - Laboratório de Actividades Criativas: Uma entrevista.




Lagos é uma cidade do barlavento algarvio onde  a maioria da população adulta vive da indústria do turismo. Aos Verões quentes, repletos de uma massa de turistas besuntados com protector solar, seguem-se os Invernos de ruas e espaços adormecidos. Os fenómenos culturais lacobrigenses evidenciados nos guias e sites, resumem-se quase exclusivamente ao centro histórico peatonal, às maravilhas balneares e à moderna marina de Lagos*.


No dia 29 de Junho de 2013, a Stress.fm foi conhecer um dos espaços que tentam agitar a vida cultural de Lagos. A Galeria LAR é um ponto de encontro que, para além de funcionar como galeria/bar/loja, serve sobretudo de pretexto para dar visibilidade e divulgar o trabalho que é desenvolvido num outro espaço um pouco mais afastado do centro da cidade: o LAC - Laboratório de Actividades Criativas.

Estivemos à conversa com a Maria João Alcobia e o Jorge Pereira, parte integrante da direcção e do grupo dinamizador do LAC. Ao longo desta entrevista, eles deram-nos a conhecer as actividades e os eventos que esta entidade tem vindo a organizar ao longo dos anos, assim como um pequeno retrato da realidade cultural desta zona do Algarve.

A Galeria LAR está aberta de 5ª a sábado , das 18h-22h , no Verão, e das 16h às 20h, no Inverno

O LAC é uma associação cultural que tem como sede uma antiga cadeia situada em Lagos. Este projecto "foi formado em 1995 com o objectivo de tornar aquele espaço que estava abandonado num espaço de trabalho para artistas".

Em 2002 começam a receber artistas do barlavento algarvio que vão para Lagos em residências temporárias. Em 2008, o programa de residências alarga-se à participação de artistas de fora do Algarve e do país. 

Neste momento, o LAC tem uma série de programas de residências abertas a profissionais (e não só) de qualquer área artística:

O PRALAC - Programa de Residências Artísticas do LAC, com residências de curta duração, de uma semana a 3 meses. 

O ARTUR - Artistas Unidos Em Residência, um projecto de arte urbana/street art nascido em 2011, que já levou para as ruas de Lagos o trabalho de artistas como Paulo Arraiano, António Bokel, Alexandros Vasmoulakis, ±MAISMENOS±, Sainer, Mar, pantónio, EIME ou C215

O ROOTS é um evento/residência que aborda o tema da escravatura "através de uma visão contemporânea". A primeira residência foi em Lagos, em 2012 decorreu em Moçambique e em 2013 vai ser em São Tomé e Principe.

O Kick in the Eye é outro projecto de residência de curta duração no qual os artistas são convidados a desenvolver o seu trabalho relacionando-o com a cidade de Lagos.

Kick in the Eye: Isabel Lima, na Galeria LAR (Junho 2013)

Para além dos projectos de residência artística, é de salientar a lista de eventos que estão programados para este Verão de 2013:

Nos dias 20 e 21 de Julho vai decorrer em Barão de S. Miguel o Pralac Attack, evento em que sobem ao palco os projectos musicais envolvidos no LAC.

Até ao fim de Julho, está  patente em Vila do Bispo uma exposição colectiva dos artistas do LAC intitulada 23,3 kms depois.
O Electrolegos, festival de música electrónica produzido em parceria com a casaBranca, vai decorrer nos dias 26, 27 e 28 de Julho de 2013. No cartaz aparecem nomes como Rafael Toral, Calhau!, Kids on Acid, Ghuna X, Tiago Cutileiro e Vitor Joaquim.

Em Agosto, o LAC vai receber um outro festival produzido pela casaBranca, o Verão Azul. Este evento espalha-se pela cidade de Lagos, levando a cena peças de teatro e performances.


banda sonora:

PROJECTO103 - Gun Breed
KON - The Way
LIVIN´PARADIES - The Fall



Um agradecimento especial à João e ao Jorge pela simpatia e disponibilidade com que nos receberam. E ao Nuno Pereira por nos enviar a música destas três bandas residentes no LAC.