Oculto #6: Unheard Africa

[Quinta-feira, dia 21 de Novembro de 2013]

Oporto, em colaboração com a Filho Único, apresenta uma sessão com Hisham Mayet e um filme de Alain Baptizet:


A sexta edição do “Oculto” é dedicada à grande e derradeira aventura: a da procura e captação do inaudito.
Vodoun Gods on the Slave Coast (still)

Nesta sessão serão projectados dois filmes, de autores distintos, que nos levam a regiões onde a geografia ainda importa na modelação da cultura e do som. Ambos os filmes foram rodados em África e estão embutidos de raridades sonoras que nos abalam o ouvido gentrificado.

O primeiro filme,
Vodoun Gods on the Slave Coast (50') de Hisham Mayet, é um documento denso e hipnotizante dos rituais vudu do Benim, região onde esta prática nasceu antes de ser forçada pela escravatura a atravessar o Atlântico e enraizar-se no Haiti. 

O segundo filme, 
Les Sorciers Péteurs (26') captado por Alain Baptizet nos Camarões, apresenta um estranho ritual de flatulência, a forma humorística usada pelo povo Koma como resistência à opressão islâmica.

A sessão contará com a presença de Hisham Mayet que nos conduzirá pelas aventuras do seu filme bem como as protagonizadas pela Sublime Frequencies na procura e recolha de raridades e géneros musicais.

Hisham Mayet é fundador, juntamente, com Alan Bishop, da mítica editora Sublime Frequencies.  Mayet encontra-se no trilho traçado por Robert Gardner, Harry Smith ou Alan Lomax, colossos na luta contra a extinção dos sons e dos seus protagonistas. Os seus filmes são ensaios poéticos que revelam um profundo e conhecedor ouvido de viajante.

Alain Baptizet o realizador de cavernas, é um aguerrido espeleólogo detentor do recorde mundial de descida ao subsolo da terra, local que registou em filme. A sua filmografia é vasta e variada e o seu gosto pela aventura levou-o de câmara ao ombro ao continente Africano à procura do homem verdadeiramente livre.

Depois desta sessão, Hisham Mayet fará um DJ set  no Lounge Bar numa noite Filho Único.