Feira Morta de Inverno, em Lisboa

Nos próximos dias 14 & 15 de Dezembro, vai decorrer em Lisboa a segunda edição da Feira Morta. Desta vez, o local escolhido para o evento é o Centro Comercial Imaviz, na Avenida Fontes Pereira de Melo. Em baixo, reproduzimos o texto que nos foi enviado pela organização da feira.


A Laica morreu. A que se segue será uma Feira póstuma. 

Baptizada como Feira Morta, e à semelhança da anterior, funcionará como o ponto de encontro, troca e venda de edições independentes, alternativas ou não convencionais, dentro de uma ética do-it-yourself.

Nela, novos e velhos editores e editoras apresentarão novidades, raridades e projectos esporádicos, artistas irão expor e vender originais e múltiplos, mostrando publicamente o seu bom e mau gosto e qualidade.

A Feira Morta pretende promover, acima de tudo, a divulgação e a descoberta do que hoje se faz, bem como o contacto directo e informal entre quem cria, quem compra e quem se interessa. À venda estarão livros e fanzines, discos e cassetes, desenhos e serigrafias, objectos vários, criados ou reutilizados, usados e em segunda mão. À vista, exposições de artistas e artesãos, que serão acompanhadas por workshops e outras actividades, projecções de vídeo de animação, documentais e/ou experimentais, concertos ao vivo e música em transmissões radiofónicas em directo e d.j. sets. Comes e bebes complementarão a festa/feira.

A Feira Morta quer ser, e será, um espaço aberto, face aos que (se) fecham, onde se fala, discute e pensa sobre ilustração, banda-desenhada, desenho, artes plásticas e gráficas, música, sobre o que se fizer ou quiser.


Links relacionados:
página da Feira Morta
Feira Laica na Stress.fm