18 JULHO 2008 | O FIM DA JUVENTUDE

Um grande grupo de aficcionados do Lonely Planet, a adesão a mochilas  e o som de diversas línguas. Não era o centro da cidade, mas um peer junto ao Rio na sua primeira periferia. Era, por questões da natureza, uma das últimas aparições neste lado do Atlântico. Escolheram-se poucos sítios, e como a natureza manda, pôs-se tudo a caminho. Economia é escassez, daí a invasão.

À espera dos primeiros acordes, olhos e ecrãs pendentes. Os testemunhos vídeo rareiam na sua totalidade, mas todos coincidem até à primeira participação do prato de choques:
"só deu para gravar até ao inicio da musica, porque depois foi impossível por causa do moche..." diz-se no Youtube. Foram 40 metros.

De 1992 a 2008 curtiu-se bastante.