CV LOVE KBA #rap #rapcrioulo


Já se desconfiava que os new media iriam permitir novos espaços e caminhos de relação cultural, fomentando novidades, em especial na criação artística que mesmo de base, não preencha os requisitos da forma mainstream.

O Rap Crioulo cresceu com as possibilidades tecnológicas de interligação entre territórios afastados, mas que partilham a mesma necessidade cultural. Para a diáspora jovem crioula, estes mecanismos de difusão têm sido essencias para o seu reencontro.

Já girava um vídeo de depoimentos de fans de KBA em Cabo Verde, e assim fez-se destino: neste mês de Agosto, o grupo de Mira Sintra da Área Metropolitana de Lisboa fez tornée em Cabo Verde. Houve concertos, momentos emotivos, entrevistas, etc..

Para recordar: